Buscando o melhor de Deus

Buscando o melhor de Deus

 

Romanos 8:2 – Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte.

Romanos 12:1 – ROGO-VOS, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.

Romanos 12:2 – E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus.

 

Buscando o melhor de Deus

Progresso é a grande lei da vida. A maioria já experimentou tempos melhores no passado, e todos podemos ser melhores no futuro do que somos atualmente. Agora é hora de avaliarmos espiritualmente a nossa vida, de selecionar nossas prioridades, e de colocar as primeiras coisas em primeiro lugar.

A maioria de nós nem começou a experimentar a realidade do nosso chamamento. Sabemos tão pouco sobre o poder da fé e da oração. Estamos provando uma mínima porcentagem do nosso pleno potencial em Deus. No geral, não experimentamos nem as bênçãos de Deus, muito menos seus milagres.

Ser cristão não é um assunto de “meio período”. Requer o nosso melhor! Como é perigoso nos tornarmos satisfeitos conosco mesmos, viver sem propósito, e sem o melhor que Deus tem! Deus quer que sejamos um povo produtivo, sempre caminhando, sempre subindo para onde ele está.

Mas, ah, que tristeza quando se tem uma vontade sem quebrantamento e uma vida inútil! Desperdiçar a vida é o pior desperdício que se pode fazer. Ser infrutífero, desocupado, preguiçoso e ignorante são condições que jamais poderiam existir na vida de um cristão. Podemos ter o melhor de Deus! Não precisamos ser cristãos inferiores, abaixo do padrão de Deus. O poder dinâmico de Deus está disponível para fluir através de nós para abençoar um mundo necessitado.

Deus está buscando hoje um povo zeloso de boas obras. Uma vida cheia do Espírito, governada pelo Espírito, e guiada pelo Espírito é a norma para todos os cristãos. A Bíblia está cheia das histórias de grandes homens e mulheres de Deus que procuraram o caminho do progresso espiritual, que pagaram o preço do poder, e que viveram vidas plenas, abundantes e apaixonadas.

Deus está procurando por tais homens e mulheres hoje, através de quem ele possa operar maravilhas, mover montanhas e realizar grandes obras. Deus deseja que aprendamos a beber profundamente do rio divino de poder espiritual. Ele quer levantar muitos outros homens e mulheres de destino e poder sobrenatural. Deus quer que nos tornemos especialistas em fazer aquilo que é impossível para nós. A palavra “impossível” não está no vocabulário de Deus.

Ir Além Custa, Mas É Ir Além Que Faz A Diferença

Pobreza de propósito é pior do que pobreza de bolso. As pegadas na areia do tempo não foram feitas por pessoas sentadas. Não deveríamos ter que sair à procura de oportunidades; deveríamos criá-las. A consciência da nossa necessidade é o primeiro passo para o progresso. Devemos nos envergonhar da nossa falta de ambição. Que Deus nos proteja de continuarmos o resto da vida, ou de chegar à sepultura, sem ganhar almas, ou realizar coisa alguma pela causa de Cristo.

Deus quer nos erguer a um novo nível e uma nova dimensão espiritual. Ele quer nos dar poder para nos conquistar a nós mesmos, lidar com nossos conflitos, lidar com nosso desespero, batalhar contra nossos temores, e vencer sobre a preocupação. Somente então é que teremos supremacia sobre nossos problemas, e poderemos viver uma vida útil, amorosa, e vitoriosa. Deus quer que sejamos ensinados pela sua Palavra, e guiados pelo seu Espírito. Somente aqueles que foram conquistados por ele conhecerão o sabor da verdadeira conquista. Não precisamos ser cristãos duros, estéreis, mofados, e derrotados.

Ganhar almas faz parte da própria essência do evangelho. Deus conclama seus filhos para cumprir sua missão no mundo. Ele quer que testemunhemos e que trabalhemos por sua causa. Os leigos inativos precisam ser lançados ao trabalho. Não ousemos nos contentar com uma faísca, quando precisamos é de uma explosão espiritual. Temos a verdade de que o mundo tanto necessita; vamos compartilhá-la com todo nosso coração com as pessoas em toda parte.

Na nossa busca pelo melhor de Deus, devemos oferecer nossos corpos como sacrifício vivo a Cristo (Rm 12.1).Romanos 12:1 – ROGO-VOS, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional.

 Enquanto não fizermos isso, não há mais nada que possamos fazer. Consagração é nosso serviço racional. “A lei do Espírito da vida em Cristo Jesus me livrou da lei do pecado e da morte” (Rm 8.2). Romanos 8:2 – Porque a lei do Espírito de vida, em Cristo Jesus, me livrou da lei do pecado e da morte.

Podemos viver a vida abundante, a vida transformada, a vida trocada. Podemos ser cheios do Espírito Santo e ter conhecimento da sua vontade.

 Podemos ser cheios de toda a plenitude de Deus (Ef 3.19). Efésios 3:19 – E conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios de toda a plenitude de Deus.

Podemos andar em novidade de vida (Rm 6.4),Romanos 6:4 – De sorte que fomos sepultados com ele pelo batismo na morte; para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos, pela glória do Pai, assim andemos nós também em novidade de vida.

 andar no Espírito (Gl 5.16),Gálatas 5:16 – Digo, porém: Andai em Espírito, e não cumprireis a concupiscência da carne.

 andar em amor (Ef 5.2).Efésios 5:2 – E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave.

 Podemos andar dignos do Senhor (Ef 4.1). Efésios 4:1 – ROGO-VOS, pois, eu, o preso do Senhor, que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados,

Podemos servir em novidade de espírito (Rm 7.6).Romanos 7:6 – Mas agora temos sido libertados da lei, tendo morrido para aquilo em que estávamos retidos; para que sirvamos em novidade de espírito, e não na velhice da letra.

Devemos sempre estar abundantes na obra do Senhor (1 Co 15.58).I Corintios 15:58 – Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.

Rios de águas vivas podem fluir do nosso interior (Jo 7.37-38).João 7:37-38 – E no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé, e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim, e beba. – Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre.

 Podemos permanecer em Cristo e dar muito fruto (Jo 15.8). João 15:8 – Nisto é glorificado meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos.

Nossas veredas podem brilhar mais e mais até chegar o dia perfeito (Pv 4.18). Provérbios 4:18 – Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.

Deus pode fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos (Ef 3.20). Efésios 3:20 – Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera,

O Poder da Fé e da Oração

Todas nossas bênçãos e benefícios vêm pela fé. Que Deus nos conceda mais homens e mulheres de fé, ação, e desafio, que tanto são justos como fortes! Nossa fé determina nossa atitude e o resultado final da nossa vida. Não façamos planos pequenos. Façamos o que pudermos com o que temos e no lugar onde estivermos. Continuemos, e perseveremos em continuar. Tudo que vale a pena é fruto da fé. Nunca haverá milagres na vida de pessoas que não acreditem no sobrenatural.

O poder da fé e da oração é muito mais forte e dinâmico do que uma montanha de urânio. O poder da oração é mais importante do que o poder do hidrogênio. É a forma mais elevada de poder. É a máquina de realizações.

Quando fé, oração, e obediência caem da moda, a civilização cai também. Obediência é a chave para a vida abundante. É a grande falha nas nossas vidas.

 Como Jesus, devemos poder dizer: “A minha comida consiste em fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra” (Jo 4.34).João 4:34 – Jesus disse-lhes: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e realizar a sua obra.

 Devemos crer no coração (Rm 10.10), Romanos 10:10 – Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.

e obedecer de coração (Rm 6.17).Romanos 6:17 – Mas graças a Deus que, tendo sido servos do pecado, obedecestes de coração à forma de doutrina a que fostes entregues.

 “Pela fé Abraão… obedeceu” (Hb 11.8). Hebreus 11:8- Pela fé Abraão, sendo chamado, obedeceu, indo para um lugar que havia de receber por herança; e saiu, sem saber para onde ia.

Até Jesus aprendeu a obediência pelas coisas que sofreu. Se amarmos a Jesus, obedeceremos seus mandamentos (Jo 14.15).João 14:15 – Se me amais, guardai os meus mandamentos.

Os padrões da Palavra de Deus são altos. Deus quer que sejamos conformes à imagem de seu Filho (Rm 8.29).Romanos 8:29 – Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos.

 Devemos amar como ele ama (Jo 13.34),João 13:34 – Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.

 perdoar como ele perdoa (Ef 4.32), Efésios 4:32 – Antes sede uns para com os outros benignos, misericordiosos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus vos perdoou em Cristo.

andar como ele andou (1 Jo 2.6). I João 2:6 – Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou.

Devemos ser puros de coração (Mt 5.8),Mateus 5:8 – Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus;

 amar nossos inimigos (Mt 5.44), Mateus 5:44 – Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus;

ser santos em todo nosso procedimento (1 Pe 1.15).I Pedro 1:15 – Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver;

 Devemos orar sem cessar (1 Ts 5.17),I Tessalonicenses 5:17 – Orai sem cessar.

 ser fervorosos de espírito, servindo ao Senhor (Rm 12.11).Romanos 12:11 – Não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor;

 Devemos ser zelosos de boas obras (Tt 2.14);Tito 2:14 – O qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras.

 e sempre ser abundantes na obra do Senhor (1 Co 15.58).I Corintios 15:58 – Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor.

Não podemos alcançar estes ideais na nossa própria força, mas com a ajuda e a graça de Deus é possível. Podemos dizer com Paulo: “Tudo posso naquele que me fortalece” (Fp 4.13).Filipenses 4:13 – Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece.

 Cristo pode viver em e através de nós; ele pode ser tudo em todos (Cl 3.11)Colossenses 3:11 – Onde não há grego, nem judeu, circuncisão, nem incircuncisão, bárbaro, cita, servo ou livre; mas Cristo é tudo em todos.

 Somos aperfeiçoados nele (Cl 2.10)Colossenses 2:10 – E estais perfeitos nele, que é a cabeça de todo o principado e potestade;

O mundo hoje está em profunda angústia, e não haverá cura sem uma visitação de Cristo e um verdadeiro derramamento de poder do alto. Somente a ação do Espírito Santo pode nos salvar do entorpecimento e falta de realidade de um cristianismo sem poder e sem vida.

Nossas igrejas estão cheias de cristãos que vivem vidas infrutíferas, e não abundantes. A maioria não tem poder, apesar das promessas de Deus. Não sabemos que somos “infelizes, miseráveis, pobres, cegos e nus”. Como precisamos clamar outra vez: “Porventura não tornarás a vivificar-nos, para que em ti se regozije o teu povo?”(Sl 85.6).

Salmos 85:6 – Não tornarás a vivificar-nos, para que o teu povo se alegre em ti?

 Oremos com persistência, até que experimentemos “tempos de refrigério da presença do Senhor”.

Entrega Traz Poder

É tempo de ficar a sós com Deus, examinar nosso coração, expulsar o pecado, confessar nossa apatia espiritual, e nos entregar de maneira nova ao Salvador. Entrega incondicional sempre trará poder inconfundível. Que Deus quebre o jugo da nossa escravidão, restaure a realidade da nossa adoração e nos faça um povo sempre dinâmico, esperando a volta do nosso Salvador!

A busca pelo melhor envolve abandonar tudo e seguir a Jesus. Envolve permanecer em Cristo; envolve estar cheio do Espírito: “Recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo” (Atos 1.8).

Atos 1:8 – Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra.

Esta é a necessidade mais urgente desta hora

Leia Mais

Como vencer de acordo com a fé

Como vencer de acordo com a fé

 

Deus ajuda os que são seus:

João 17:6-9  6 – Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste; eram teus, e tu mos deste, e guardaram a tua palavra. 7 – Agora já têm conhecido que tudo quanto me deste provém de ti; 8 – Porque lhes dei as palavras que tu me deste; e eles as receberam, e têm verdadeiramente conhecido que saí de ti, e creram que me enviaste. 9 – Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus.

  • Você está ligado a Deus, pela palavra e por suas ações.
  • Quem é de Deus, recebe ajuda de Deus.
  • Os servos do Senhor tem a ajuda de Deus e Jesus é seu mediador e intercessor.

I Timóteo 2:5 5 – Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem.

Mateus 7:7-11 7 – Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e encontrareis; batei, e abrir-se-vos-á.  8 – Porque, aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á. 9 – E qual de entre vós é o homem que, pedindo-lhe pão o seu filho, lhe dará uma pedra? 10 – E, pedindo-lhe peixe, lhe dará uma serpente? 11 – Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas aos vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará bens aos que lhe pedirem?

  • Você deve entender que Deus está disposto a te ajudar no que for preciso, basta apenas que você creia.

Hebreus 11:6  6 – Ora, sem fé é impossível agradar-lhe; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele existe, e que é galardoador dos que o buscam.

  • A falta de fé impede o agir de Deus, pois quem não crer não se entrega, tenta com suas próprias forças e não permite o agir do Senhor

É necessário crer mais também agir. Pois sem ação nada acontece.

  • A Mariana e o Leite.
  • Deus move o mar para você passar, mais o que cabe a você fazer, Deus não moverá uma palha sequer.

Êxodo 14:15 15 – Então disse o SENHOR a Moisés: Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem.

  • A vitória é certa se você seguir estas orientações pois a palavra nos diz:

Isaías 43:13  13 – Ainda antes que houvesse dia, eu sou; e ninguém há que possa fazer escapar das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?

Leia Mais

Aceitar sem concordar e As verdades de cada um

Aceitar sem concordar e as verdades de cada um

Aceitar sem concordar

João 8:1-11

1 – JESUS, porém, foi para o Monte das Oliveiras. 2 – E pela manhã cedo tornou para o templo, e todo o povo vinha ter com ele, e, assentando-se, os ensinava. 3 – E os escribas e fariseus trouxeram-lhe uma mulher apanhada em adultério; 4 – E, pondo-a no meio, disseram-lhe: Mestre, esta mulher foi apanhada, no próprio ato, adulterando. 5 – E na lei nos mandou Moisés que as tais sejam apedrejadas. Tu, pois, que dizes? 6 – Isto diziam eles, tentando-o, para que tivessem de que o acusar. Mas Jesus, inclinando-se, escrevia com o dedo na terra. 7 – E, como insistissem, perguntando-lhe, endireitou-se, e disse-lhes: Aquele que de entre vós está sem pecado seja o primeiro que atire pedra contra ela. 8 – E, tornando a inclinar-se, escrevia na terra. 9 – Quando ouviram isto, redargüidos da consciência, saíram um a um, a começar pelos mais velhos até aos últimos; ficou só Jesus e a mulher que estava no meio. 10 – E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou? 11 – E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais.

  • O alienígena
  • Você consegue aceitar o diferente?
  • Qual é sua postura diante do pecador?
  • Jesus andava com pecadores

Mateus 9:10-13

10 – E aconteceu que, estando ele em casa sentado à mesa, chegaram muitos publicanos e pecadores, e sentaram-se juntamente com Jesus e seus discípulos. 11 – E os fariseus, vendo isto, disseram aos seus discípulos: Por que come o vosso Mestre com os publicanos e pecadores? 12 – Jesus, porém, ouvindo, disse-lhes: Não necessitam de médico os sãos, mas, sim, os doentes. 13 – Ide, porém, e aprendei o que significa: Misericórdia quero, e não sacrifício. Porque eu não vim a chamar os justos, mas os pecadores, ao arrependimento.

 

As verdades de cada um

Eu gosto de pudim porque ele é molinho e delicioso.

Eu não gosto de pudim ele é um negocio mole, tenho nojo.

  • As pessoas podem ter pensamento completamente opostos, porém ambos vão defender suas ideias.
  • Mais a pergunta é será que temos sempre razão em tudo o que defendemos, somos perfeitos para poder pregar a perfeição.

Eclesiastes 7:16

16 – Não sejas demasiadamente justo, nem demasiadamente sábio; por que te destruirias a ti mesmo?

I João 1:8-10

8 – Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. 9 – Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. 10 – Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.

 

Leia Mais

Firmes, constantes e abundantes

Firmes, constantes e abundantes

“Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho  não é vão no Senhor”. 1 Co 15.58

 

INTRODUÇÃO

O texto acima é uma conclusão do capítulo conhecido como o Capítulo da Ressurreição. O Apóstolo Paulo mostra grandes verdades doutrinárias neste capítulo, marcado por revelações importantes acerca deste tão discutível assunto, que já naquela época causava atrito em vários grupos religiosos(Mc 12.18; At 23.6-8). Após uma exposição detalhada e profunda sobre esta doutrina bíblica, Paulo volta-se para a Igreja, alertando-lhes que a certeza da vitória sobre a morte, realizada por Cristo Jesus e a convicção de que ressuscitaremos e receberemos um corpo incorruptível e imortal deve gerar em nós FIRMEZA, CONSTÂNCIA E ABUNDÂNCIA na obra do Senhor.

 

Portanto…

O termo “portanto” é um termo conclusivo, normalmente colocado no início do parágrafo de uma conclusão. O Apóstolo dos gentios conclui seu ensinamento, de modo didático. Paulo discorreu sobre a vitória de Cristo sobre a morte. Eloqüentemente afirmou:

“Onde está, ó morte, o teu aguilhão? Onde está, ó inferno, a tua vitória? Ora, o aguilhão da morte é o pecado, e a força do pecado é a lei. Mas graças a Deus que nos dá a vitória por nosso SENHOR Jesus Cristo” I Co 15. 55-57.

Assim, ele está se reportando à vitória que nos foi concedida, que nos foi dada, que nos foi entregue. Quem poderia vencer esse grande e terrível inimigo? Só Jesus, que agora tem nas mãos as chaves da morte e do inferno(Ap 1.18).

 

Meus amados irmãos

O Apóstolo João usou com freqüência o termo “amados”. O Apóstolo Tiago usou o termo “irmão”. Paulo neste versículo usa ambos.

Somos amados por Deus – I Jo 2.15

Somos amados pelos irmãos – Rm 12.10

Somos irmãos

Temos um mesmo Pai

Vivemos numa só comunhão

Recebemos a mesma instrução _ Bíblia

Parecemos uns com os outros

Vamos para um mesmo lugar, que o Pai e o Nosso irmão Jesus, está preparando – os céus( Jo 14.2)

Sede firmes (esta firmeza vem da fé-I Co16.13; Salmo 125; Dn 1.8; 3.18)

Ser firme é ser forte

Ser firme é estar fixo

Ser firme é ser inabalável

Ser firme é suportar peso

Ser firme é não se curvar

Há crentes que só reclama: “To fraco”, “Sou o mais fraco”.

Paulo orientou aos efésios: “No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo”- Ef 6.10,

Sede constante (Rm 12.12; I Jo 2.17)

-Ser constante é ser inalterável (não se altera)

-Ser constante é ser imutável (não muda)

-Ser constante é ser o mesmo sempre

-Ser constante é ser persistente

-Ser constante é ser perseverante

Há crentes que são inconstantes nos cultos, inconstantes nas orações, inconstantes na obra de Deus, inconstantes nos dízimos e em outras coisas. Muda a todo instante.

Elias era constante no trajar – II Rs 1.1-8

Eliseu era constante no andar – II Rs 4.9

Daniel era constante nas orações (orava 3 vezes ao dia) – Dn 6.10

A vida que recebemos é uma vida abundante – Jo 10.10

Deus nos abençoou com todas as bênçãos espirituais – Ef 1.3

De dentro de nós devem fluir rios de água – Jo 7.37,38

A graça que recebemos é abundante – At 4.33; Ef 2.7

O Seu Espírito não é dado por medida – Jo 3.34

O que é abundante não cessa

O que é abundante não se acaba

O que é abundante é sem medida

Há crentes que nunca podem fazer nada. Sempre cansados e doentes. Se nos dispusermos faremos mais, muito mais. Deus age assim:

“Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera” – Ef 3.20

 

CONCLUSÃO

Muitos perderam a motivação de realizar a obra do Senhor. Mas se olharmos a grande vitória que recebemos – a vitória sobre a morte – e se tivermos em nossa mente as bênçãos concedidas aos salvos(Hb 6.9), veremos que não há motivos para desanimar. Deus nos dará a devida recompensa. Nosso trabalho não é vão. Gera resultados em nossas vidas, na vida dos nossos irmãos e ainda receberemos galardões quando chegarmos nos céus (Ap 22.12).

Portanto, sede firme, constante e abundante.

Leia Mais

A intimidade do Senhor é para os que o temem

 

A intimidade do Senhor é para os que o temem

Quando há intimidade há transformação de dentro para fora

“A intimidade do Senhor é para os que o temem, aos quais ele fará conhecer a sua aliança.” (Salmos 25.14.)

A intimidade é o elemento espiritual fundamental que todo o cristão deve buscar, pois se trata de um relacionamento profundo com Deus. Porém,  infelizmente, o Corpo de Cristo não tem dado o devido valor.

É interessante observar a definição da palavra “intimidade”, segundo o Dicionário Aurélio“Vida íntima; vida particular”“Que está muito dentro; Que atua no interior; Muito cordial, afetuoso; Estreitamente ligado por afeição e confiança”. Ressalta-se aqui a definição que diz que o íntimo “atua no interior”.

Ser íntimo de alguém requer tempo e esforço para conhecer e ser conhecido por esse alguém como você realmente é.

Intimidade é conhecer o outro profundamente. É conhecer os anseios, os desejos e os segredos do coração do outro, assim é a intimidade com Deus: é conhecê-lo profundamente, atendendo aos desejos do Seu coração.

Quando há intimidade há transformação de dentro para fora, porque você está em Deus e Ele está em você. Assim como no casamento, se o relacionamento não for trabalhado, cultivado, o amor esfria, empobrece, você não conhece mais o outro e, assim, passa a se sentir sem identidade:

 “O que eu fiz?”“Por que o Senhor não está feliz comigo?”.

Intimidade com Deus é um tesouro escondido e a ser explorado. Embora sabemos que a salvação é de graça, a intimidade tem um preço que nem todos estão dispostos a pagar. É o preço da disposição de tempo, de negar as coisas do mundo, de por um momento parar tudo para sentir e ouvir o que Deus tem a dizer.

Intimidade não é orar mecanicamente. É gastar tempo de diálogo com Deus como está escrito nos Salmos 139; é tempo de qualidade. Intimidade é para os que temem ao Senhor (Salmos 25.14), pois o temor é o primeiro passo para ter acesso à intimidade do Senhor, aos segredos do Seu coração.

Os que temem ao Senhor são atraídos por conhecê-lo, deixando-o agir em suas vidas não de forma limitada, mas em todas as áreas. Na intimidade Deus é participante e livre para agir em qualquer área ou circunstância da vida de alguém. Na intimidade Deus faz o que Ele quer e quando quer, no tempo determinado por Ele.

A intimidade tem alguns elementos importantes que descrevem sua definição:

INTIMIDADE É SACRIFÍCIO – de tempo, seja apropriado ou não, vivendo como imitadores de Cristo Efésios 5:1-2

1 – SEDE, pois, imitadores de Deus, como filhos amados;

2 – E andai em amor, como também Cristo vos amou, e se entregou a si mesmo por nós, em oferta e sacrifício a Deus, em cheiro suave.

 

INTIMIDADE É PRIVILÉGIO DE POUCOS – Para os que o temem

Salmos 25:14

14 – O segredo do SENHOR é com aqueles que o temem; e ele lhes mostrará a sua aliança.

 para os dispostos

Jeremias 33:3

3 – Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes que não sabes.

 

 e para os sinceros, retos –

Provérbios 3:32

32 – Porque o perverso é abominável ao SENHOR, mas com os sinceros ele tem intimidade.

 

 INTIMIDADE É DESAFIO – quem está disposto?

 

  • Novamente para os que o temem (Sl 25.14);

 

“A intimidade do Senhor é para os que o temem, aos quais ele fará conhecer a sua aliança.” (Salmos 25.14.)

 

  • para os que o buscam e o buscam de coração (Is 55.6 e Jr 29.13-14)

 

Isaías 55:6

6 – Buscai ao SENHOR enquanto se pode achar, invocai-o enquanto está perto.

 

Jeremias 29:13-14

13 – E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração.

14 – E serei achado de vós, diz o SENHOR, e farei voltar os vossos cativos e congregar-vos-ei de todas as nações, e de todos os lugares para onde vos lancei, diz o SENHOR, e tornarei a trazer-vos ao lugar de onde vos transportei.

 

 

  • e desafio para aquele que é limpo de mãos e puro de coração (Sl 24.3-5).

 

 Salmos 24:3-5

3 – Quem subirá ao monte do SENHOR, ou quem estará no seu lugar santo?

4 – Aquele que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à vaidade, nem jura enganosamente.

5 – Este receberá a bênção do SENHOR e a justiça do Deus da sua salvação.

 

 

  • INTIMIDADE É OFERTA– é o desejo de estar com Deus ofertando todo o seu ser em busca da presença Dele (Sl 27.8). Buscar a presença do Senhor é uma escolha, um ato de oferta.

 

Salmos 27:8

8 – Quando tu disseste: Buscai o meu rosto; o meu coração disse a ti: O teu rosto, SENHOR, buscarei.

 

 INTIMIDADE É AMOR E ANELO PELA PRESENÇA COM DEUS – Sl 27.4; Sl 63.

 

Salmos 27:4

4 – Uma coisa pedi ao SENHOR, e a buscarei: que possa morar na casa do SENHOR todos os dias da minha vida, para contemplar a formosura do SENHOR, e inquirir no seu templo.

 

 É amando-o sobre todas as coisas, honrando-o não apenas em oração, mas, principalmente, em atitudes.

 

Honrando-o com o próprio corpo como templo do Espírito Santo (1Co 6.19).

 

I Corintios 6:19

19 – Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?

 

Nosso corpo como templo, tem que estar purificado para habitar o Deus Aba-Pai. O templo precisa estar reparado para que flua essa intimidade com Deus.

Portanto, meditemos e arrependamo-nos. Não fiquemos acomodados e busquemos a presença de Deus enquanto é tempo.

 

REFLITA:
Você tem tido intimidade com Deus? Até que ponto?
Você realmente conhece a Deus?
Até que ponto você tem deixado Deus ser seu amigo íntimo atuante nas áreas da sua vida?
O que você precisa reparar nesta noite para ter essa intimidade com o Pai?
Ore, arrependa-se e repare seu altar, sua vida diante de Deus para que sua intimidade, sua presença flua entre nós.

Leia Mais

Ousadia são para os que Creem

Ousadia são para os que Creem
Ousadia são para os que Creem

Ousadia são para os que Creem

Texto Básico: Dt 31.6-23

A prática da ousadia é a arte de portar-se corajosamente diante das obrigações, oportunidades e desafios da vida cristã e do ministério decorrente da vocação celestial, em função do poder de Deus e dos recursos que ele coloca à disposição de todos que o cercam e de todos que o servem.

Não é pequeno o número de tímidos. Por causa da timidez, o homem não faz tudo que poderia fazer, não alcança todas as vitórias que poderia alcançar. Fica parado, sonhando sempre, desejando sempre, planejando sempre, tendo sempre as mesmas boas intenções. Com o preguiçoso acontece o mesmo. Mas o mal de muitos não é exatamente a preguiça, e sim o receio, o medo, o acanhamento, o acovardamento, a indecisão. Todavia, a timidez favorece a preguiça e a preguiça favorece a timidez.

A Bíblia trata a timidez com rigor. Entre os judeus, o soldado “medroso e de coração tímido” deveria voltar para casa: além de inapto, ele poderia contagiar os outros com a sua timidez (Dt 20.8). Jesus fez uma pergunta muito séria aos discípulos por ocasião da travessia do mar de Genezaré: “Por que sois assim tímidos?” (Mc 4.40). O medroso precisa descobrir as razões de sua timidez e livrar-se dela.

  1. Ousadia não é escarcéu

Ousadia não é esbravejar, ameaçar, fazer barulho, bazofiar, prometer mundos e fundos, chamar a atenção, desafiar a adversidade e os adversários, subir acima das nuvens do céu. Ela não é outra coisa senão dar conta do recado com permanente disposição e com o prudente acompanhamento da modéstia cristã. O exercício da ousadia não prejudica o exercício da humildade, nem este prejudica aquele. Uma virtude não ofusca nem danifica a outra.

  1. Coragem!

A ordem “Sê forte e corajoso” é muito insistente nas Escrituras. Foi dirigida ao povo de Israel em ocasiões de perigo e desafio, na época de Moisés (Dt 31.6- Sejam fortes e corajosos. Não tenham medo nem fiquem apavorados por causa deles, pois o Senhor, o seu Deus, vai com vocês; nunca os deixará, nunca os abandonará”.), Josué (Js 10.25- Disse-lhes Josué: “Não tenham medo! Não se desanimem! Sejam fortes e corajosos! É isso que o Senhor fará com todos os inimigos que vocês tiverem que combater”.) e Ezequias (2Cr 32.7- “Sejam fortes e corajosos. Não tenham medo nem se desanimem por causa do rei da Assíria e do enorme exército que está com ele, pois conosco está um poder maior do que o que está com ele. ).

Foi dirigida a Josué, o sucessor de Moisés, seguidas vezes (Dt 31.7, 23; Js 1.6, 7, 9, 18).

7 Então Moisés convocou Josué e lhe disse na presença de todo o Israel: “Seja forte e corajoso, pois você irá com este povo para a terra que o Senhor jurou aos seus antepassados que lhes daria, e você a repartirá entre eles como herança.

23 O Senhor deu esta ordem a Josué, filho de Num: “Seja forte e corajoso, pois você conduzirá os israelitas à terra que lhes prometi sob juramento, e eu próprio estarei com você”.

 

 

Jesus usava com frequência uma expressão semelhante (“Tem bom ânimo”), que a Bíblia na Linguagem de Hoje reduz em uma só palavra: “Coragem!” O Senhor deu esse conselho ao paralítico de Cafarnaum

(Mt 9.2- Alguns homens trouxeram-lhe um paralítico, deitado numa cama. Vendo a fé que eles tinham, Jesus disse ao paralítico: “Tenha bom ânimo, filho; os seus pecados estão perdoados”.

), à mulher hemorrágica (Mt 9.22- Voltando-se, Jesus a viu e disse: “Ânimo, filha, a sua fé a curou! ” E desde aquele instante a mulher ficou curada.),

aos discípulos  APÓS MULTIPLICAR 5 PÃES E 2 PEIXES PARA ALIMENTAR A MULTIDÃO JESUS MANDA ELES IREM PARA O OUTRO LADO ENQUANTO IA SUBIR AO MONTE PARA ORAR E O VENTO É MUITO FORTE CONTRA O BARCO  E JESUS DIZ..(Mt 14.27)  Mas Jesus imediatamente lhes disse: “Coragem! Sou eu. Não tenham medo! ”

, ao cego de Jericó (Mc 10.49) Jesus parou e disse: “Chamem-no”. E chamaram o cego: “Ânimo! Levante-se! Ele o está chamando”.

e mais uma vez aos discípulos:

“No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo” (Jo 16.33)

III. Ousadia para quê?

Precisamos de ousadia para entrar com naturalidade na presença de Deus, no Santo dos Santos, como diz as Escrituras (Hb 10.19- Portanto, irmãos, temos plena confiança para entrar no Santo dos Santos pelo sangue de Jesus,), certos de que o Senhor nos recebe e nos atende em Cristo.

Precisamos de ousadia para sair da rotina e fazer proezas: “Em Deus faremos proezas” (Sl 60.12).

(OUTRA VERSÃO)Com Deus conquistaremos a vitória, e ele pisoteará os nossos adversários.

A ousadia espiritual pode conduzir-nos à experiência de Paulo: “Tudo posso naquele que me fortalece” (Fp 4.13).

Precisamos de ousadia para seguir os caminhos do Senhor, indo contra a opinião pública, contrariando o sistema, nadando contra “o curso deste mundo” (Ef 2.2),

não nos conformando com este século (Rm 12.2). Esses alvos são profundamente difíceis e exigem séria e constante intrepidez. Precisamos de ousadia para confiar em Deus, ainda que andemos pelo vale da sombra da morte (Sl 23.4), “ainda que a terra se transtorne e os montes se abalem no seio dos mares” (Sl 46.2), e ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na videira (Hc 3.17-19). Apesar de maltratados e ultrajados em Filipos, Paulo e Silas tiveram ousada confiança em Deus para anunciar o evangelho aos tessalonicenses, “em meio de muita luta” (1Ts 2.2).

Precisamos de ousadia para tornar conhecido o evangelho do reino, para anunciar a Palavra de Deus, para ensinar, para falar, para pregar a um mundo incrédulo, corrompido, desinteressado, cego e zombador, como aconteceu com os apóstolos: “Todos ficaram cheios do Espírito Santo e, com intrepidez, anunciavam a Palavra de Deus” (At 4.31; 9.27, 28; 13.46; 14.3; 18.26; 19.8; e 28.30, 31).

4:31 Depois de orarem, tremeu o lugar em que estavam reunidos; todos ficaram cheios do Espírito Santo e anunciavam corajosamente a palavra de Deus.

9:27,2831 Então Barnabé o levou aos apóstolos e lhes contou como, no caminho, Saulo vira o Senhor, que lhe falara, e como em Damasco ele havia pregado corajosamente em nome de Jesus.
Assim, Saulo ficou com eles, e andava com liberdade em Jerusalém, pregando corajosamente em nome do Senhor.
Só com muita ousadia é possível alargar, alongar e firmar bem as estacas, transbordando para a direita e para a esquerda, não importa sejamos fracos e poucos (Is 54.1-3).

“Cante, ó estéril, você que nunca teve um filho; irrompa em canto, grite de alegria, você que nunca esteve em trabalho de parto; porque mais são os filhos da mulher abandonada do que os daquela que tem marido”, diz o Senhor.
“Alargue o lugar de sua tenda, estenda bem as cortinas de sua tenda, não o impeça; estique suas cordas, firme suas estacas.
Pois você se estenderá para a direita e para a esquerda; seus descendentes desapossarão nações e se instalarão em suas cidades abandonadas. ”
Isaías 54:1-3

Precisamos de ousadia para enfrentar o sofrimento, para não deixar de “seguir para Jerusalém”, para beber o cálice do sacrifício, para passar pela prova de escárnios e açoites, de algemas e prisões, de tortura e morte, ” (Hb 11.35-38). Está registrado na Bíblia que, quando estava para ser morto, Jesus “manifestou no semblante a intrépida resolução de ir para Jerusalém” (Lc 9.51).

  1. As bases da ousadia

Jesus

Por meio de Cristo Jesus, nosso Senhor, “temos ousadia e acesso com confiança, mediante a fé nele” (Ef 3.12). Porque Jesus é verdadeiramente o Filho de Deus, porque ele é o supremo sacerdote, porque ele subiu aos céus e está à direita de Deus, porque ele é capaz de condoer-se das nossas fraquezas, porque ele é o Autor e Consumador da fé e porque ele, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz – somos tomados de grande ousadia para ir até o trono de Deus e lá permanecer “para recebermos a sua misericórdia e acharmos a sua graça para nos ajudar em nossos tempos de necessidade” (Hb 4.14-16; 12.1-3, BV).

  1. A esperança

A esperança da glória vindoura nos faz andar altaneiramente (Hc 3.19), como filhos do Rei, como irmãos do próprio Jesus, como herdeiros de Deus e co-herdeiros com Cristo (Rm 8.17). A esperança em si já é ousadia (Hb 3.6). Paulo explica: “Já que sabemos que esta nova glória nunca acabará, podemos pregar com grande ousadia” (2Co 3.12, BV).

  1. A oração

Dificilmente alguém se levanta tímido depois de orar fervorosamente: “Tendo eles orado, tremeu o lugar onde estavam reunidos; todos ficaram cheios do Espírito Santo e, com intrepidez, anunciavam a palavra de Deus” (At 4.31). O apóstolo solicitava as orações da igreja em seu favor, para ele fazer conhecido o mistério do evangelho com intrepidez (Ef 6.19).

  1. A comunhão com Deus

O sinédrio reconheceu que a convivência de Pedro e João com Jesus lhes dera intrepidez .

(At 4.13 -Vendo a coragem de Pedro e de João, e percebendo que eram homens comuns e sem instrução, ficaram admirados e reconheceram que eles haviam estado com Jesus.)

Os que se demoram na presença do Senhor e nele permanecem têm possibilidades imensas.

(Jo 15.5- 5 “Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma.

Adquirem, entre outras virtudes, a necessária coragem para enfrentar a oposição com sabedoria e vitória.

  1. Os sucessos acumulados, a experiência obtida

Foi isso que o imberbe Davi explicou ao rei Saul: “O Senhor me livrou das garras do leão, e das do urso; ele me livrará da mão deste filisteu” (1Sm 17.37). Paulo lembra que “os que desempenharem bem o diaconato alcançam para si mesmos justa preeminência e muita intrepidez na fé em Cristo Jesus” (1Tm 3.13).

  1. O estímulo alheio

Veja-se a citação de Paulo: “A maioria dos irmãos, estimulados no Senhor por minhas algemas, ousam falar com mais assombro a palavra de Deus” (Fp 1.14).

 Assim como o soldado tímido gera timidez, o soldado corajoso gera bravura. A ousadia é tão contagiante quanto o medo.

Leia Mais

10 formas de se manter na presença de Deus

10 formas de se manter na presença de Deus
10 formas de se manter na presença de Deus presença

 

10 formas de se manter na presença de Deus.

I Tessalonicenses 5:14 – Rogamo-vos, também, irmãos, que admoesteis os desordeiros, consoleis os de pouco ânimo, sustenteis os fracos, e sejais pacientes para com todos.

 

Veja agora os 10 segredos para você permanecer na presença de Deus.

 

  1. Confessar e pedir perdão ao Senhor Deus pelo seu erro. I João 1:9 – Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.

 

  1. Buscar a Deus no seu íntimo. (fale com ele a todo tempo) Lucas 11:9 – E eu vos digo a vós: Pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á;

 

  1. Ler a bíblia limpa sua mente; Neemias 8:2-3 2 – E Esdras, o sacerdote, trouxe a lei perante a congregação, tanto de homens como de mulheres, e todos os que podiam ouvir com entendimento, no primeiro dia do sétimo mês. 3 – E leu no livro diante da praça, que está diante da porta das águas, desde a alva até ao meio dia, perante homens e mulheres, e os que podiam entender; e os ouvidos de todo o povo estavam atentos ao livro da lei.

 

  1. Crie o hábito da oração. I Tessalonicenses 5:17 – Orai sem cessar.

 

  1. Escutar louvores enche sua alma de paz e alegria; Salmos 22:3 – Porém tu és santo, tu que habitas entre os louvores de Israel.

 

  1. Pratique a palavra de Deus. Salmos 119:11 – Escondi a tua palavra no meu coração, para eu não pecar contra ti.

 

  1. Se ajude, (Porque se você precisar de ajuda, não há como ajudar o “outro”). Procure o pastor quando necessário.

 

  1. Não deixe a dúvida crescer dentro de você.

 

  1. Todos os dias, antes de dormir, reflitam sobre seu dia e analise se o que você fez de bom foi qualitativamente maior do que você não fez de bom ou deixou de fazer de bom. (auto reflexão)

 

  1. Seja grato (a) a Deus, mas sinta a gratidão dentro do seu peito, da sua alma, porque essa maneira é a maneira mais simples e rápida que Deus pode reconhecer e sentir o que você quer fazê-lo entender. Salmos 100:4 – Entrai pelas portas dele com gratidão, e em seus átrios com louvor; louvai-o, e bendizei o seu nome.

 

Leia Mais